SERIAL KILLER - Luis Alfredo Garavito Cubillos
SERIAL KILLER - Luis Alfredo Garavito Cubillos
Luis Alfredo Garavito Cubillos nasceu na Colômbia em janeiro de 1957. Foi apelidado de "A Besta" pela mídia e considerado o pior serial killer do mundo devido à grande quantidade de vítimasque fez. Segundo sua confissão, em 1999, Luis Alfredo Cubillos estuprou e matou 140 meninos, mas o número real pode passar de 300. Em sua cela na prisão desenhou, na parede, inúmeros esqueletos em mapas, o que pode ter sido uma forma de contabilizar seus próprios crimes.

HISTÓRIA
Como ocorre com muitos maníacos que matam em série, Garavito teve uma infância conturbada. Seu pai o espancava e dois vizinhos o violentaram várias vezes. Aos 16 anos, fugiu de casa. Com 21, virou alcoólatra e pelo menos uma vez tentou suicídio. Era vendedor ambulante em Pereira, 300 quilômetros a sudoeste de Bogotá, quando foi preso por tentar violentar um menino de 12 anos. Indagado sobre os motivos que o levaram a matar, Garavito balbuciou um pedido de desculpas.
CRIMES
Durante os últimos sete anos, ANTES DE SER PRESO, o colombiano Luis Alfredo Garavito Cubillos matou, em média, duas crianças por mês.


As vítimas eram meninos pobres de 8 à 16 anos que, seduzidos pela promessa de refrigerantes, doces ou mesmo dinheiro, aceitavam passear com o monge moreno, de olhos verdes e fala macia, que costumava esperá-los na saída de escolas públicas.
O monge era o disfarce mais utilizado pelo assassino. Depois que um exame de DNA comprovou a ligação de Garavito com os crimes, "o louco", como ficou conhecido, confessou o assassinato de 140 meninos.
A frieza com que o assassino descreveu alguns dos crimes conseguiu chocar uma opinião pública habitualmente amortecida pela violência diária.
A Colômbia é campeã mundial em homicídios (76 por 100 mil habitantes, o triplo da taxa brasileira) - dados da época da sua prisão, 1999.
Garavito contou que preferia armas brancas porque "não deixavam pistas". Explicou como amarrava os meninos e, depois de torturá-los e sodomizá-los, os degolava.
Fez isso em 59 cidades espalhadas pela Colômbia. Há indícios de que tenha matado, ainda, cinco adolescentes no Equador, onde viveu por um tempo.

PRISÃO
Preso pela polícia, maníaco confessou que torturou, violentou e degolou 140 meninos em sete anos.

Quando foi preso, tinha uma caderneta na qual listara e marcara, com riscos, as vítimas que matou de 1992 até 1999.
"Ele não é um gênio do crime, mas alguém que não consegue parar de matar", disse um dos policiais que o interrogaram.
Garavito, de 52 anos, está preso em Villavicencio, 115 quilômetros a sudeste da capital Bogotá.
Foi condenado pela justiça colombiana a 52 anos e meio de prisão.

A promotoria o acusou de 114 assassinatos de meninos entre 8 e 16 anos, cujos corpos já tinham sido encontrados, que foram mortos em 33 municípios da Colômbia e dois do Equador. Garavito Cubillos admitiu esses crimes e acrescentou 26.
Durante a investigação, foram acrescentadas mais 50 acusações de assassinatos de meninos, também admitidas pelo réu, totalizando 190.

Fonte 1  Fonte 2




>>>VOLTAR PARA A LISTA DE SERIAIS KILLERS<<<

Nenhum comentário:

Postar um comentário