Italianos afirmam saber como alongar o pênis





Os Pesquisadores  Marco Orderda e Paolo Gontero, da Universidade de Turim, na Itália, afirmam realmente ser possível aumentar o comprimento do bilau. 

E o melhor: sem a necessidade de qualquer intervenção cirúrgica no "malandro".
 Parece mais um daqueles famosos emails com o tema "Aumente o seu pênis" (quem nunca recebeu nenhum deles?), mas não é! Agora, a parada parece, de fato, ser séria.

Fuçando um pouco da literatura científica, a dupla diz ter descoberto um método bastante eficaz.
 Mas quem está esperando alguma molezinha, pode ir tirando o cavalinho da chuva.

Esqueça aquela história de bombinha milagrosa, ou anel de sei lá o quê!

Para ter ganhos efetivos é preciso, literalmente, suar a camisa e botar a mão na massa.

Com o auxílio de um extensor, e com uma certa dose de tempo livre, os pesquisadores garantem que os perseverantes vencerão.
 Testado em 109 "mal-dotados", o método consiste em tracionar "as joias da família" (isso mesmo, é para puxar o dito cujo).

O aumento vai depender da duração do exercício.

 Em homens que ficaram no estica e puxa por seis horas diárias, foi notado, após quatro meses, um crescimento de 1,8cm no bilau ereto.
 - Um número crescente de pessoas procura conselhos urológicos para o chamado pênis pequeno.

Mas o fato é que, na maioria dos casos, o comprimento é normal.

 Os homens tendem a superestimar o tamanho fálico.

O padrão é 4cm, quando flácido, e 7,5 cm (???).

Um comentário: